Bem-vindo(a) à Linha Diabetes. Aqui poderá expor as suas questões e obter informações úteis sobre Diabetes.

Envie a sua questão
As respostas às suas dúvidas atendem a diversos critérios. Neste serviço, não serão consideradas válidas questões com falta de enquadramento ou situações de emergência que só possam ter encaminhamento imediato.

E-mail: linhadiabetes@sapo.pt
Pesquisar neste blog
 
Posts recentes

Ainda está nas "Festas" ?

Alimentos e Diabetes: por...

"Uma especialista em Nutr...

Dieta Mediterrânica e Apn...

PISTACHIOS

ÍNDICE GLICÉMICO

CHOCOLATE...é bom e faz b...

CARNE VERMELHA

Saudáveis NOZES

PESADO PESO

Temas

alimentação

alimentacao

avc

brasil

calorias

cancro

colesterol

complicaçoes

complicações

coração

crianças

criancas

dia mundial da diabetes

diabetes

diabetes gestacional

diagnóstico

dieta

eclampsia

exercicio

exercício

glicemia

gravidez

gripe a

hipertensão arterial

hipoglicemias

idosos

insulina

laser

medicamentos

mr b

obesidade

osteoporose

perder peso

prediabetes

preeclampsia

prevenção

risco

risco cardiovascular

terapeutica

tratamento

todas as tags


Segunda-feira, 18 de Abril de 2011
TORANJAS e TANGERINAS

A "Diabetes" é uma revista internacional dedicada a artigos de investigação. No número de Abril foi publicado o resultado da investigação das propriedades da tangerina e da toranja.

 

Estas frutas contêm flavonoides, substâncias benéficas para o controlo da diabetes.

 

O artigo em questão refere-se ao estudo de duas populações de ratos a quem foi dada uma alimentação rica em gorduras e açúcares, contudo numa dessas populações a dieta tinha nobiletina, um flavonoide encontrado nas tangerinas.

 

Passado algum tempo os ratos que se alimentaram da dieta com nobiletina, quando comparados com os que se alimentaram sem nobiletina, não apresentavam valores elevados de colesterol, trigliceridos, insulina nem de glicose.

 

Assim, parece que a nobiletina protege contra a obesidade, a aterosclerose e a diabetes.

 

O autor do estudo, investigou anteriormente com as toranjas continham naringenina, outro flavonóide.

 

A nobiletina é 10 vezes mais potente que a naringenina.

 

NOTE QUE: a diabetes não se trata comendo tangerinas ou toranjas, embora as propriedades destes alimentos ajudem, pelo menos, a não agravar o controlo da mesma. Os dados referidos neste estudo serão, certamente, alvo de outros estudos mais vastos.


Temas:

publicado por João Vilela Gonçalves às 17:46
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 25 de Março de 2011
CAFÉ PREVINE DIABETES

Foi publicado, no início do ano na revista "Diabetes", um artigo no qual se menciona as propriedades do café na prevenção da diabetes tipo 2. Como o artigo é americano, avaliam que o consumo de 4 chávenas de café por dia poderá retardar o aparecimento de diabetes.

 

Opinião: independente das propriedades do café, parece-me mais eficaz prevenir os diabetes através de uma alimentação saudável e a prática de exercício físico regular

 

 



publicado por João Vilela Gonçalves às 21:55
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Segunda-feira, 10 de Janeiro de 2011
Amêndoas e Nozes

Actualmente, acredita-se que o consumo regular de amêndoas e nozes é benéfico para a saúde.

 

Estes frutos secos dão um bom aporte de fibras e gorduras insaturadas ao organismo.

 

Dos diversos estudos realizados melhoram os níveis do "bom" colesterol (HDL colesterol) bem como os valores da glicemia.

 

Reduzindo a agressão à integridade dos vasos sanguíneos, combatem a aterosclerose.

 

 



publicado por João Vilela Gonçalves às 08:14
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 24 de Novembro de 2010
Multivitaminas e Diabetes

O consumo de vitaminas é habitual. Em vão. O stock de vitaminas no organismo é muito pequeno pelo que qualquer pequena quantidade enche o stock. Mas as pessoas gostam de tomar vitaminas e o resultado é ficarem com a urina com uma côr laranjaamarelo forte: é a eliminação do excesso de vitaminas. Na sociedade ocidental, mesmo nos mais necessitados, a abstança de alimentos é tanta que MUITO raramente há deficiência de vitaminas.

 

Recentemente foi publicado na Diabetes Care um artigo intitulado "As multivitaminas não reduzem o risco de Diabetes".

 

Metade dos americanos consomem habitualmente vitaminas, tarduzindo-se esse consumo por um gasto de 23 biliões de dolares por ano. Um grupo de investigadores americanos e chineses avaliaram cerca  de 232.000 pessoas, com idade entre os 50 e os 71 anos, entre 1995-1996 e seguiram-nos até o ano 2000. Nenhuma pessoa tinha diabetes no início do estudo e metade delas consumia habitualmente vitaminas.

 

No final da avaliação (ano 2000), cerca de 14.000 pessoas tinham diabetes. Contudo o número de novos casos de diabetes não teve relação com o facto de tomar ou não vitaminas.

 

Apenas uma pequena nota final deste estudo: o consumo de vitamina C (que se pode encontrar na laranja) e cálcio parece que protege para o desenvolvimento de diabetes mas este efeito foi marginal, sendo necessário mais estudos.

 

 



publicado por João Vilela Gonçalves às 09:42
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Segunda-feira, 15 de Novembro de 2010
Eliminar Gordura dos Cozinhados

Não custa tentar nem experimentar esta dica. Se resultar, repita. Se não resultar, esqueça...e diga de sua justiça neste blog !!!!!!!!!!

 

Coloque uma laranja, lavada mas com casca, nos seus cozinhados. A laranja vai absorver a gordura dos mesmos. No final abra a laranja e repare no seu interior: é isso que acontece aos vasos do seu organismo de forma silenciosa, isto é, sem queixas.

 

Notou alguma diferença nos alimentos cozinhados, exceptuando a falta de gordura ?

 

Diga-nos a sua experiência. Faça-se ouvir. Eu divulgarei.

 

Unidos diminuiremos o risco cardiovascular !


Temas:

publicado por João Vilela Gonçalves às 00:36
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 15 de Outubro de 2010
NASCEU UM DIABÉTICO

Em Setembro foi publicado na revista australiana Nutrition and Dietetics um artigo de investigação sobre a alimentação dada pelas mães a recém nascidos. Foram entrevistadas, pelo telefone, 587 mães que tiveram os seus partos em duas maternidaes de Perth.

 

Na Austrália, as recomendações do serviço nacional de saúde são de que até aos seis meses, os bébés só devem ser amamentados, salvo se houver alguma contra-indicação.

 

Este estudo mostrou que 25% das mães introduziu sumos de fruta, biscoitos e bolos na alimentação de seus filhos de forma precoce. Mais, bébés com 1 mês de idade já comiam gelados, biscoitos e bebiam refrigerantes bem como outros alimentos com alto teor de sal, gordura e açúcar. Quanto mais cedo forem habituados ao consumo destes alimentos, mais cedo vão ficar dependentes dos mesmos, por vezes antes do primeiro ano de vida.

 

Os bébés tornam-se obesos, ficando com grandes possibilidades de se tornarem adultos obesos e, como tal MUITO PREDISPOSTOS para desenvolverem Diabetes tipo 2.

 

Num outro estudo australiano, 20% das crianças com 2 ou 3 anos eram obesas ou tinahm excesso de peso, mostrando que o excesso de gordura no corpo começa bem cedo no desenvolvimento da criança e com GRANDE CULPA DOS PAIS. Uma criança come o que os pais lhe derem ou deixarem comer.

 

O modo como se come em casa (isto é a escolha dos alimentos na alimentação caseira) tem um enorme efeito na futura escolha dos alimentos por parte das crianças: hábitos adquiridos.

 

(Mais: quantas crianças iniciaram o seu consumo diário de açúcar na Escola com os habituais saquinhos de doces nas festas de aniversário ou os leite com chocolate, o pão com doce, o croissant/pão de leite, o bolo dos lanches ?). 



publicado por João Vilela Gonçalves às 19:05
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Terça-feira, 5 de Outubro de 2010
MANGOSTÃO

O mangostão é um fruto originário do Sudoeste asiático. A sua polpa, formada por quatro a oito segmentos carnudos, brancos, translúcidos, é comestível.

 

è utilizado como alimento e, na medicinaayurvédica e tradicional chinesa, com fins medicinais. Foi recentemente descoberto nas sociedades ocidentais.

 

É rico em vitaminas A, B12, C, E, em fósforo, potássio, cálcio, cobre, ferro, magnésio, sódio e zinco. A polpa e a casca são ricas em biflavonóides que actuam como anti-oxidantes, inbindo enzimas envolvidas nas inflamações, tendo actividade anti-bacteriana, anti-fúngica, anti-hipertensiva e anti-diabética e inibe a aterosclerose por inibir a oxidação do colesterol LDL (colesterol "mau").

 

 

NOTE QUE: este post foi retirado de uma revista de produtos naturais. foi publicado dado alguns leitores deste blog terem feito menção às propriedades do mangostão. ESTE POST NÃO DEVE SER CONSIDERADO UM INCENTIVO DE CONSUMO DE MANGOSTÃO COM FINS TERAPÊUTICOS.


Temas:

publicado por João Vilela Gonçalves às 00:47
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 26 de Agosto de 2010
CHOCOLATE preto/negro/amargo e Hipertensão Arterial

Investigadores australianos publicaram no BioMed Central Medicine um trabalho em que avaliaram a influência do consumo de chocolate preto (negro ou amargo) na tensão arterial de pessoas hipertensas.

 

O consumo diário de 30 a 1000 mg de chocolate amargo tornou possível diminuir a tensão arterial "máxima" (sistólica) em 5 mm Hg e a "mínima" (diastólica) em 2,7 mm Hg, possibilitando uma diminuição do risco cardiovascular a 5 anos em 20%. Nas pessoas sem tensão arterial elevada não se registaram diminuições significativas.

 

Este efeito parece dever-se à presença de flavanol polifenol na composição do chocolate. Esta substância induz a formação de óxido nítrico no endotélio (parte interior do vaso sanguíneo, directamente em contacto com o sangue), provocando a dilatação do vaso e a consequente diminuição da tensão (pressão) arterial.

 

Os autores advertem que o consumo de chocolate não deve ser encarado como um tratamento !!!

 

 

Opinião: existem estudos que associam o consumo de chocolate amargo à menor possibilidade de desenvolver diabetes e, nos diabéticos, ao seu melhor controlo. Note que, estes estudos devem ser encarados apenas como efeitos aparentemente relacionados e não como conclusões absolutas.

 

 



publicado por João Vilela Gonçalves às 19:09
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Domingo, 11 de Julho de 2010
Doces e Câncro do Pâncreas

Um grupo de Milão entrevistou 326 doentes com câncro do pâncreas sobre a sua saúde e estilo de vida nos últimos dois anos. Cada dpente foi comparado com um individuo do mesmo sexo e idade que não tinha câncro.

 

As pessoas que tinham um elevado consumo de doces (rebuçados, mel, marmelada) tinham uma probabilidade de 78% superior de sofrer este tipo de câncro. Ao contrário, um elevado consumo de frutas estava associado a um menor risco de desenvolver a doença.



publicado por João Vilela Gonçalves às 19:13
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Domingo, 4 de Julho de 2010
Arroz Branco e Diabetes

Uma equipa de um hospital de Boston publicou recentemente um artigo no qual relaciona o consumo de arroz branco e o risco de desenvolver diabetes. O estudo envolveu cerca de 200 mil participantes e durou cerca de 14-22 anos.

 

Comer cinco ou mais porções de arroz branco por semana pode aumentar o risco de diabetes tipo 2 em 17%, contudo a substituição deste alimento por arroz integral provocou uma redução do risco da doença em 16%. As pessoas que consumiram apenas duas porções de arroz branco por semana apresentaram uma redução da doença na ordem dos 11%.

 

A razão pela qual o arroz integral pode oferecer protecção contra a diabetes tipo 2 está relacionada com o facto de ele conter muito mais nutrientes e fibras que o arroz branco bem como outros cereais processados. Durante o processo de refinação, o arroz branco perde uma quantidade significativa de fibra e a maioria das suas vitaminas e minerais, mantendo os amidos que, quando ingeridos, aumentam os níveis de açúcar no sangue



publicado por João Vilela Gonçalves às 19:05
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

João Vilela Gonçalves
Consultor de Medicina Interna, pós-graduado em Diabetologia, tem a competência de Gestão de Unidades de Saúde. Trabalhou em serviços de Cardiologia, Nefrologia e Clínica de Hemodiálise, Consulta especializada do Pé diabético e em Unidades de Cuidados Intensivos. Desempenhou funções de Chefe de Equipa de Medicina do Serviço de Urgência do Hospital de Santa Maria. Foi Assistente Convidado da Cadeira de Patologia Clínica da Faculdade de Ciências Médicas.

Responsável pelas Consultas do Hospital de Pulido Valente (Diabetes, 1994-2004), da PT-Associação de Cuidados de Saúde (Diabetes, desde 1997; Hipertensão Arterial, desde 2006), da Corclínica (Diabetes, desde 1999) e do Instituto Cardiovascular de Lisboa (Diabetes, desde 2004).

Tem o seu trabalho acreditado, do ponto de vista científico, através das inúmeras apresentações em Congressos nacionais e internacionais.
Arquivos

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Junho 2008

Abril 2008

Março 2008

Links
blogs SAPO
Subscrever feeds